Ágora (αγορά)... O lugar da Palavra

Na Grécia antiga, existia um lugar onde as pessoas conversavam sem que houvesse uma voz dominante.
Era um espaço onde se alcançava a unidade.
A Ágora era o coração da cidade, um espaço para o saber, para as artes, para a música....

O Lugar das palavras!!
Eis a Ágora...
By Jane.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

JOGAR VERDE PARA COLHER MADURO

Pessoas que sofrem do mal da curiosidade, assim como eu, entram em pânico ao ouvir frases do tipo: - Depois te conto! ou essa: - Ah, não posso contar!... É uma tortura.

Sempre preferi ir direto ao assunto, perguntar logo, sem rodeios, mas como nem sempre funciona, vale apelar para uma técnica milenar.

Quem nunca caiu no conto do "jogar verde para colher maduro" que atire a primeira pedra! Esse Jargão popular usado para atrair o interlocutor sem que perceba ( Jogar o verde ) para que venha a dizer depois o que se quer saber (colher maduro ), vai muito além de uma simples armadilha infantil, afinal, arrancar o ouro do bandido sem que ele perceba é a nossa salvação.

Ponto para mim e para meu pai esta semana. Juninha caiu igual patinho... rs.

Gravura de Carlos Alberto Batista Palla.


:)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

UM GRANDE PRESENTE: AS ESTRELAS



Não tem ninguém mais fantástico do que Deus, até porque não tem outro, Deus é Deus. E quem somos nós, sua criação, para sequer imaginar o que ele é capaz para arrancar de nós um sorriso, nos proporcionar um conforto, enfim, para nos surpreender.


Sempre acreditei nos sonhos, não a ponto de recorrer a revistas para interpretá-los, a interpretação é pessoal, depende do que se está vivendo, pode ser um aviso ou um grande presente, como foi este.


Uma chuva, uma chuva de estrelas cadentes, linda, linda, em um descampado, só para mim. Durou o tempo suficiente para apreciar centenas delas, e me fazer acordar com um largo sorriso.

Preste atenção se você não vem recebendo alguns presentinhos de vez em quando.

Deus, eu quero mais, please!!!

:)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

AMIGA, ESTÁ DOENDO MUITO!


A alguns dias recebi um email de uma amiga, com o título acima, onde seu conteúdo relatava uma imensa dor que habita em seu coração.
Vários parágrafos de um desabafo que senti como se quisesse retirar de si todo aquele sofrimento.
Logo percebi que, apesar dessa dor me ser familiar, e a todo ser humano, como é difícil encontrar as palavras certas para consolar o outro. A dor é a mesma, mas o que faz os meus dias seguirem em frente, não se aplica a ela, nem a ninguém.
Cada um, no decorrer da vida, encontra técnicas bem particulares de conviver com sentimentos como tristeza, saudade e outros que assombram nosso interior nesses momentos. Pegar tudo isso e trancar numa caixinha, em um cantinho bem isolado do coração, até passar, acredito ser a melhor solução. Mas como disse, cada um tem a sua receita.
E sorrir, sorrir muito, cantar e encantar as pessoas, estar perto dos amigos e esperar o tempo. Tempo, tempo... mano velho.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

UM PRESENTE PARA ALICE


ROSALICE

Pixinguinha e Otávio de souza


Tu és divina e graciosa
Estátua majestosa
No amor!
Por Deus esculturada
E formada com ardor...
Da alma da mais linda flor
De mais ativo olôr
Que na vida é preferida
pelo beija-flor...
Se Deus
Me afora tão clemente
Aqui neste ambiente
De luz, formada numa tela
Deslumbrante e bela...
Teu coração
junto ao meu lanceado
pregado e crucificado
Sobre a rosa e a cruz
Do arfante peito teu...
Tu és a forma ideal
Estátua magistral
Oh! alma perenal
Do meu primeiro amor
sublime amor...
Tu és de Deus
A soberana flor
Tu és de Deus a criação
Que em todo coração
Sepultas um amor...
O riso, a fé, a dor
Em sândalos olentes
Cheios de sabor
Em vozes tão dolentes
Como um sonho em flor...
És láctea estrela
És mãe da realeza
És tudo enfim
Que tem de belo
Em todo resplendor
Da santa natureza...
Perdão!
Se ouso confessar-te
Eu Hei de sempre amar-te
Oh! flor!
Meu peito não resiste
Oh! meu Deus
O quanto é triste
A incerteza de um amor
Que mais me faz penar
Em esperar
Em conduzir-te
Um dia ao pé do altar...
Jurar aos pés do onipotente
Em preces comoventes
De dor, e receber a unção
Da tua gratidão...
Depois de remir meus desejos
Em nuvens de beijos
Hei de envolver-te
Até meu padecer
De todo fenecer...

video

Fonte: Youtube

Ricardo Herz - Violino/Alessandro Penizzi - Violão de 7 cordas/Danilo Brito - Bandolim

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

ESTOU COM SAUDADES DE ESCREVER!


Quem lê, até pensa que se trata de uma exímia profissional das palavras, uma poeta... Quisera eu!

Mas escrever para mim está muito além de dominar as técnicas da norma culta do nosso idioma, escrever é lavar a alma, é deixar jorrar um turbilhão de sentimentos e fazer com que o outro sinta exatamente o que brota de dentro de você. É se encantar com o que nasceu de outro ser e fazer chegar aos seus queridos de uma maneira bem particular. É tirar a carga dos ombros e dividir para assim ficar mais leve. É fazer sentir-se sem estar por perto.
Ao mergulhar no mundo desta ágora, não repare uma ou outra frase sem as devidas concordâncias, mas permita-se ser tocado, como o sutil toque da chuva.

Começou a corrida das conquistas, como já comentei nos primeiros post's de 2010, mas apesar do tempo escasso, sempre haverá um momento de se fazer mágica, como este.
Um Abraço fraterno a todos.
:)

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A MUSICA DO BLOG - SOMEWHERE OVER THE RAINBOW / WHAT A WONDERFUL WORLD

Muitas pessoas já me perguntaram sobre a música de abertura do blog, curiosas em saber quem canta. Não é de se estranhar, realmente é linda, amei desde a primeira vez que a ouvi.
A musica se chama "Over the Rainbow/What a Wonderful World", trata-se de uma versão unindo dois grandes clássicos da música norte americana: "Over the Rainbow" do filme "O mágico de oz" e "What a Wonderful World" de Louis Armstrong e fez parte da trilha sonora do filme "Encontro Marcado" de 1998.
O cantor é o havaiano Israel Kamakawiwo'ole, também conhecido com o nome de "Braddah IZ", falecido em 1997 com apenas 38 anos devido a problemas respiratórios causados pela obesidade mórbida, chegou a pesar 343 Kg.
Eis a tradução:
Em algum lugar sobre o arco-íris
Bem lá no alto
E os sonhos que você sonhou
Uma vez em um conto de ninar
Em algum lugar sobre o arco-íris
Pássaros azuis voam
E os sonhos que você sonhou
Sonhos realmente se tornam realidade
Algum dia eu vou desejar por uma estrela
Acordar onde as nuvens estão muito atrás de mim
Onde problemas derretem como balas de limão
Bem acima dos topos das chaminés é onde você me encontrará,
Em algum lugar sobre o arco-íris pássaros azuis voam
E o sonho que você desafiar,
por que, porque eu não posso?
Bom, eu vejo árvores verdes e
Rosas vermelhas também
Eu vou assisti-las florescer pra mim e pra você
E eu penso comigo
Que mundo maravilhoso
Bem eu vejo céus azuis e eu vejo nuvens brancas
E o brilho do dia
Eu gosto do escuro e eu penso comigo
Que mundo maravilhoso
As cores do arco-íris tão bonitas no céu
Também estão no rosto das pessoas que passam
Eu vejo amigos apertando as mãos
Dizendo, “como vai você?”
Eles estão realmente dizendo, eu, eu amo você
Eu ouço bebês chorando e eu os vejo crescer
Eles vão aprender muito mais
Que nós saberemos
E eu penso comigo
Que mundo maravilhoso
Algum dia eu vou desejar por uma estrela
Acordar onde as nuvens estão muito atrás de mim
Onde problemas derretem como balas de limão
Bem acima dos topos das chaminés é onde você me encontrará,
Em algum lugar sobre o arco-íris pássaros azuis voam
E o sonho que você desafiar, por que, porque eu não posso?
(...) Bem acima do topo das chaminés...
Bjs. :)